OUVIR  

Clube FM: (83)3531-4379  WHATSAPP 9.9999-2683

CAJAZEIRAS

Governo anuncia licitação para construção do Detran de Cajazeiras; Investimento ultrapassa R$ 3 milhões

Foi publicado no Diário Oficial do Tribunal de Contas do Estado (TCE), nesta quinta-feira (30), a data para licitar a obra de construção da 6ª CIRETRAN (Detran) da cidade de Cajazeiras, Sertão da Paraíba.

 

+ Engenheiro comemora novidade sobre construção do IML de Cajazeiras e declara que a “luta continua”

O processo licitatório, segundo o TCE está agendado para o dia 29 de dezembro, com investimento de mais de R$ 3,5 milhões. O local de realização do certame será o auditório da Superintendência de Planejamento do Governo do Estado.

A nova sede será construída ao lado da Universidade Federal de Campina Grande, Zona Norte, e contará com amplo espaço.

O Detran funciona na Rua Sebastião Bandeira de Melo, centro de Cajazeiras, porém o prédio é alugado e sem estrutura.

No mesmo dia será licitado também a construção do IML de Cajazeiras, obra muito cobrada por toda região sertaneja. A licitação será realizada pela SUPLAN.

DIÁRIO DO SERTÃO

Jeová diz que candidatura de Denise não passa de um blefe, e que tanto ela como Carlos Antônio votarão em Efraim Filho

O deputado estadual Jeová Vieira Campos (PSB) foi o entrevistado desta segunda feira (27) do programa Boca Quente da Difusora Rádio Cajazeiras. Jeová falou sobre diversos assuntos ligados a sua atuação parlamentar e, principalmente, sobre política.

jdc

Dentre as diversas perguntas feitas ao parlamentar, a resposta de uma delas chamou a atenção; perguntado sobre a afirmação do ex-prefeito Carlos Antônio que recentemente disse que a candidatura da sua esposa, Denise Albuquerque, galgava apenas uma suplência na Câmara Federal, o Rei do Ai respondeu de apronto “a candidatura de Denise é um blefe”.

Para o deputado, no final de tudo, tanto Carlos Antônio (DEM) como Denise (PSB) e o grupo, deverão mesmo votar no deputado Efraim Filho (DEM), do qual são aliados há algum tempo. Como exemplo, Jeová citou o voto dos vereadores Moacir Menezes (DEM) e Léa Silva (DEM) que, segundo ele, votam em Efraim e são aliados de primeira hora dos ex-prefeitos.

Na entrevista, Jeová Campos ainda deixou claro que não estará alinhado com o grupo de oposição de Cajazeiras para as eleições de 2020.

Blogdofurao.com

Mulher atingida por vários tiros morre no Hospital Regional de Cajazeiras; Ela deixa filha de 3 meses

A jovem Karolayne Silva (Karol), 25 anos de idade teve morte encefálica na noite dessa segunda-feira (27), e durante a madrugada desta terça-feira (28), não resistiu e foi a óbito no Hospital Regional de Cajazeiras.

 

Ela deu entrada no HRC após sofrer vários tiros no final da tarde dessa terça-feira (24) quando estava em uma oficina de motos no centro da cidade.

O corpo da jovem foi liberado do hospital e será encaminhado ao IML de Patos. Karol deixou uma filha de apenas três meses de vida.

Tiroteio em oficina no Centro de Cajazeiras deixa mulher gravemente ferida; vítima foi socorrida

Entenda
Uma tentativa de homicídio foi registrada na tarde desta segunda-feira (27) em uma oficina de motos que fica na rua Tenente Arsênio, no Centro de Cajazeiras.

As primeiras informações dão conta de que dois homens encapuzados em uma motocicleta se aproximaram da oficina e um deles atirou várias vezes contra uma mulher.

DIÁRIO DO SERTÃO

Jeová elogia Zé Aldemir e diz que prefeito foi subestimado durante a eleição

Declarações do deputado estadual Jeová Vieira Campos (PSB) estão chamando atenção para o quadro político de Cajazeiras para as futuras eleições. Falando sobre o prefeito José Aldemir Meireles (PP) o parlamentar fez inúmeros elogios ao seu ex-colega de Assembléia, numa explicita demonstração que já existe certa harmonia política entre os dois.

uniao

Jeová chegou a dizer que subestimaram o trabalho e o carinho do povo de Cajazeiras por Zé Aldemir, e que desejava uma boa gestão para o prefeito a frente da edilidade municipal.

A fala do deputado foi entendida por muitos como uma resposta ao atual grupo político de oposição, do qual, o “Rei do AI” fez parte até as eleições municipais do ano passado, tendo se desprendido após o anuncio de apoio por parte dos ex-prefeitos Carlos Antônio e Denise Albuquerque ao ex-vice-prefeito Júnior Araújo.

Recentemente, Campos lançou o nome do seu filho Vitor Campos (PSB) a prefeito nas eleições de 2020, deixando claro que o candidato da oposição apoiado pelos dois ex-prefeitos, não terá o seu voto na próxima eleição municipal.

Segundo alguns analistas políticos, uma união entre Campos e Aldemir, formaria uma chapa quase que “imbatível” para as eleições, partindo do ponto que, nas eleições de 2012, a ida de Jeová para o então grupo de oposição na época, foi determinante para vitória da Dra. Denise naquele pleito.  

Tocador de áudio

Blogdofurao.com

Juiz de Cajazeiras condena advogada por crime de estelionato em ação movida pelo Ministério Público

O juiz da 1ª Vara da Comarca de Cajazeiras, Francisco Thiago da Silva Rabelo, condenou uma advogada à prestação de serviços à comunidade e interdição temporária de direitos, pelo crime de estelionato no exercício de sua profissão. O magistrado condenou, ainda, a denunciada pela reparação do dano no valor de R$ 4 mil. A decisão ocorreu nos autos da Ação Penal nº 0000557-32.2016.815.0131 ajuizada pelo Ministério Público estadual.

 

Na referida ação, o MP também denunciou a advogada pela prática do crime de exploração de prestígio, previsto no artigo 357, parágrafo único, do Código Penal. Desta acusação, a ré foi absolvida.

Segundo o relatório, a acusada, em julho de 2015, foi contratada para prestar serviços advocatícios a um agente de saúde, recebendo R$ 2 mil, e não realizando a obrigação para a qual foi contratada. Meses após o contrato, sem ter ingressado com qualquer ação judicial, a advogada solicitou mais R$ 2 mil, com o pretexto de agilizar seu processo de gratificação para servidores.

Após a instrução processual, o juiz verificou que, em relação ao crime de estelionato (artigo 171 do Código Penal), a materialidade da conduta narrada na denúncia, bem como a respectiva autoria, foram devidamente provadas nos autos, por meio da prova oral colhida em juízo e corroborada por todos os elementos de prova obtidos na fase do inquérito policial, que demonstraram que a acusada obteve vantagem monetária ilícita, mediante induzimento ao erro por fraude.

Para o magistrado, Thiago Rabelo, a prova produzida pela acusação confirmou a conduta criminosa narrada na denúncia, descrevendo, minuciosamente, a ação da agente, que enganou a vítima, recebendo a quantia monetária sob o pretexto de realizar serviços advocatícios, que, jamais, foram prestados.

Thiago Rabelo levou em consideração que as declarações prestadas em juízo foram uniformes e corroboraram com a prova produzida durante as investigações policiais, sem qualquer contradição. Ele relevou, também, que a prova era coerente e harmônica desde a fase policial, o que permitiu ter a certeza necessária para a condenação da ré.

Afirmou, ainda, que as teses da defesa não mereceram acolhida, pois, não trouxeram questões fáticas e/ou jurídicas que pudessem excluir a ilicitude do fato e culpabilidade ou punibilidade da agente.

Em relação à autoria e materialidade da suposta prática do crime de exploração de prestígio, o juiz entendeu que as provas produzidas na instrução processual não demonstraram que a advogada praticou a conduta prevista no referido dispositivo. O magistrado justificou que é necessário que a prova seja certa para que haja a condenação. Na dúvida, o réu deve ser favorecido.

Considerando as circunstâncias judiciais, o juiz fixou a pena base em privativa de liberdade em dois anos de reclusão e 80 dias-multa, que foi substituída por duas restritivas de direito com base no artigo 44, §2º, do Código Penal. Quer sejam, prestação de serviços à comunidade durante oito horas semanais à razão de uma hora de tarefa para um dia de condenação, e, interdição temporária de direitos, com a proibição de frequentar bares, casas de shows e estabelecimentos assemelhados, durante todos os dias da semana, sendo feriado ou não, pelo período da pena.

///// CAJAZEIRAS

///// ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Na FM 104,9 Agora!

Temos 127 visitantes e Nenhum membro online