OUVIR  

Clube FM: (83)3531-4379  WHATSAPP 9.9999-2683

POLICIAL

PMs que não são do BPTran também podem emitir multas a motoristas na PB

Policiais militares que não fazem parte do Batalhão de Trânsito da Polícia Militar (BPTran) e das Companhias de Trânsito da PM estão utilizando um equipamento que permite a aplicação de multas de trânsito ‘em tempo real’.

Leia mais Notícias no Portal Correio

De acordo com o tenente Bertuni, do 5º Batalhão da Polícia Militar, o equipamento funciona interligado com o sistema do Departamento Estadual de Trânsito da Paraíba (Detran-PB).

“O policial militar também pode fazer a multa, que quem faz naturalmente é o BPTran. Quando o policial faz uma ocorrência ele pode usar esse equipamento, que é um recurso online, onde fazemos a notificação.Ele vai vincular a multa ao sistema do Detran e emitir a multa em tempo real”, disse o tenente.

 

Vídeo mostra momento em que policial aponta arma para repórter durante cobertura jornalística; veja

Por: Blog do Gordinho

O incidente aconteceu na tarde desta quarta-feira (25) na frente do Grupo de Atuação Especial contra o Crime Organizado, em João Pessoa. A equipe de reportagem da TV Cabo Branco, formada pelo repórter Herbert Araújo e repórter cinematográfico Moacir Aragão, flagrou o momento em que o policial civil José Alves, lotado na 10ª Delegacia Distrital de Cruz das Armas, aponta um revólver na direção do repórter do Portal MaisPB, Albemar Santos.

Leia mais: Repórter paraibano é agredido por policial e tem arma apontada para cabeça durante cobertura no MPPB

Albemar estava escalado pelo MaisPB e cobria o depoimento do empresário Ramon Acioly, que dava declarações ao Ministério Público da Paraíba sobre a gravação de um vídeo envolvendo um suposto esquema de propina com o prefeito interino de Bayeux, Luiz Antônio (PSDB).

Confira as imagens cedidas ao MaisPB pela TV Cabo Branco.

.

MaisPB

Duas pessoas são presas na Paraíba durante megaoperação contra pedofilia

Pelo menos dois homens foram presos na manhã desta sexta-feira (20) na Paraíba durante operação para combater a prática de pedofilia. A Megaoperação acontece simultaneamente em 24 estados e no Distrito Federal, sendo deflagrada pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública através da Polícia Civil.

Segundo as primeiras informações, as duas pessoas presas em João Pessoa foram flagradas com material pornográfico. Eles foram encaminhados para a Delegacia de Repressão aos Crimes contra Infância e Juventude, na capital do estado.

A Operação Luz na Infância mobilizou 1,1 mil policiais para cumprir mandados de busca e apreensão em 24 estados e no Distrito Federal.

Segundo a Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp) do ministério, esta é uma das maiores ações mundiais contra a pedofilia. Os alvos da operação foram identificados após seis meses de investigações conjuntas da Senasp com agências de inteligência das secretarias estaduais de segurança pública e polícias civis, com a colaboração da embaixada dos Estados Unidos.

Os investigadores mapearam a ação dos pedófilos na internet – ambiente que, segundo a Senasp, facilita a conduta criminosa de adultos que buscam atrair crianças e adolescentes. “O complexo ambiente da internet e a ausência de fronteiras no mundo virtual são elementos que propiciam terreno fértil à atuação desses criminosos”, informa a Senasp, em nota.

Um balanço preliminar da operação vai ser divulgado pelo ministro da Justiça, Torquato Jardim, em entrevista coletiva, no Rio de Janeiro, ainda esta manhã.

Após discussão e perseguição pelas ruas de Cajazeiras, motorista atropela, arrasta e agride duas pessoas

Por Jocivan Pinheiro

15/10/2017 às 10h53 • atualizado em 15/10/2017 às 11h34

Moto que foi atingida pelo carro (Foto: Ângelo Lima)

 

Uma discussão que aconteceu em uma festa em Cajazeiras, na noite deste sábado (14), quase terminou em tragédia. Segundo a polícia, dois rapazes que estavam em uma moto foram atingidos por um carro propositalmente, arrastados pelo veículo e ainda teriam sido agredidos no chão pelo motorista. A colisão aconteceu na Avenida Francisco Matias Rolim, entrada da zona norte.

De acordo com relatos de testemunhas repassados à Polícia Militar, os envolvidos Jefferson Félix (idade não informada) e Ítalo Anderson, de 26 anos, teriam discutido em uma festa e ao saírem do local iniciaram uma perseguição pelas ruas, até que Jefferson, que estava de carro, atingiu a moto onde estava Ítalo e um amigo, identificado como Wirley Charles (idade não informada). A colisão aconteceu em frente a um bar e por pouco algumas pessoas que estavam na calçada não foram atingidas.

Carro que atingiu moto e arrastou as vítimas (Foto: Ângelo Lima)

Depois de bater na moto e derrubar os ocupantes, Jefferson teria arrastado eles com o carro por alguns metros e em seguida, ao sair do veículo, ainda os agrediu com chutes enquanto estavam no chão, precisando ser contido por um amigo. Outro carro e pelo menos três motos também foram atingidos. As vítimas foram socorridas pelo SAMU e levadas ao Hospital Regional de Cajazeiras (HRC), onde permaneceram internadas.

Jefferson Félix fugiu e ainda não foi localizado pela polícia. Se for confirmado que ele atropelou as vítimas com intenção de matar, poderá responder por dupla tentativa de homicídio.

Vítimas foram socorridas pelo SAMU (Foto: Ângelo Lima)

DIÁRIO DO SERTÃO

Bando fortemente armado toca terror em São José de Piranhas durante assalto a banco

 

Por Luzia de Sousa

16/10/2017 às 07h18 • atualizado em 16/10/2017 às 07h27

 

Um bando fortemente armado chegou atirando e causando terror na população de São José de Piranhas, no Sertão de Paraíba, durante a madrugada desta segunda-feira (16). O alvo do grupo era a agência do Banco do Brasil da cidade, que foi detonada por explosivos por volta de 1h. A informação do assalto a agência foi confirmada pelo Cabo Lucimar, da 3ª Companhia da Polícia Militar de São José de Piranhas.

Chegando ao local da agência, no centro do município, eles quebraram a porta de vidro e colocaram os explosivos nos caixas eletrônicos. Um popular gravou um vídeo de celular no momento que os assaltantes começaram a atirar antes das explosões à agência, onde é possível ouvir o barulho dos tiros.

 

Segundo informações chegadas a nossa reportagem, eles cercaram casas de policiais e ficaram espalhados pela cidade, inclusive, na frente da Companhia de Polícia Militar.
 

Antes de deixar a cidade, o bando incendiou dois carros nas proximidades da ponte que liga São José de Piranhas a Carrapateira. Eles espalharam grampos pelas rodovias que dão acesso a São José de Piranhas, impedindo a chegada de reforço policial.

Segundo a PM, na ação não houve vítimas, mas a população ficou aterrorizada com a ação dos bandidos na cidade.

Lucimar explicou que até o momento não tem mais detalhes da ação dos criminosos, pois a polícia continua em diligência na tentativa de localizar o bando.


.

DIÁRIO DO SERTÃO com fotos e vídeos do Whatsapp

///// ÚLTIMAS NOTÍCIAS

SIGA NAS REDES SOCIAIS

   

FALE PARA SEUS AMIGOS QUE ESTÁ OUVINDO A FMCIDADE

Na FM 104,9 Agora!

Temos 84 visitantes e Nenhum membro online