OUVIR  

Clube FM: (83)3531-4379  WHATSAPP 9.9999-2683

NOTÍCIAS

Inep divulga gabarito oficial do Enem 2015; mais de 204 mil fizeram as provas na PB

Já está disponível para consulta o gabarito oficial do Enem 2015. As respostas podem ser conferidas no site oficial do Inep. Este ano, quase seis milhões de estudantes fizeram as provas. Conforme divulgado pelo Ministério da Educação, 743 candidatos foram eliminados. A Paraíba foi o estado com menor número de desistências, com 20,5%. A unidade federativa com maior número de faltosos foi Roraima, com 34,9%. A média nacional ficou em 25,5%. 

Acesse o gabarito das provas do Enem 2015.

Apesar da publicação do gabarito oficial, ainda não há previsão para divulgação das notas no exame. O Ministério da Educação também não informou a previsão de data para abertura das inscrições no Sistema de Seleção Unificada (Sisu).

Leia mais Notícias no Portal Correio

No ano passado, as notas só foram divulgadas em janeiro, 65 dias depois da realização das provas, e as inscrições no Sisu começaram na semana seguinte.

Além de concorrer às vagas disponibilizadas por universidades públicas que adotaram o Sisu, os estudantes podem usar as notas do Enem para tentar ingresso em faculdades particulares, por meio do Programa de Universidade para Todos (Prouni), para financiamento de um curso superior em instituições privadas, por meio do Fies, e para conseguir bolsas de intercâmbio pelo programa Ciência Sem Fronteiras.

 

Autora de carta contra dom Aldo não recuou de acusações, diz advogado

O advogado Iarley Maia (foto), que defende a senhora Mariana José Araújo da Silva, autora da carta que denuncia atos homossexuais dentro da Arquidiocese da Paraíba, envolvendo o arcebispo Dom Aldo di Cillo Pagotto, entrou em contato com a reportagem doPortal MaisPB, na manhã desta quarta-feira (28), para esclarecer depoimento prestado pela sua cliente à Polícia Civil em João Pessoa.

Segundo o advogado, “no dia 20 de agosto de 2015, de fato, a senhora Mariana prestou, desacompanhada de qualquer defensor, em momento de clara fragilidade, depoimento na primeira delegacia seccional de Polícia Civil da Capital, onde negou ter escrito a carta, os termos dela, conhecer alguns religiosos envolvidos, dentre outras afirmações insertas na carta”.

“Todavia, por estranhas razões, que aqui não me cabe comentar, pelo fato de não advogar para ela à época, a senhora Mariana prestou um depoimento distante da realidade e divergente da própria missiva que escreveu, negando fatos ali expostos”, afirmou o advogado.

Iarley Maia disse que “o primeiro depoimento é inconsistente e não condiz com a verdade, tanto é que foi modificado, onde a senhora Mariana, em momento posterior, negou todos os termos das primeiras declarações, reafirmou a íntegra da carta escrita e afastou qualquer possibilidade de manipulação com as atitudes dela, tendo agido somente com a consciência e fé cristã”.

Apesar das declarações, o advogado disse que “o novo depoimento não será divulgado, pois o Código de Processo Penal impõe ao inquérito policial, dentre outras situações, o sigilo”.

MaisPB

O advogado Iarley Maia (foto), que defende a senhora Mariana José Araújo da Silva, autora da carta que denuncia atos homossexuais dentro da Arquidiocese da Paraíba, envolvendo o arcebispo Dom Aldo di Cillo Pagotto, entrou em contato com a reportagem doPortal MaisPB, na manhã desta quarta-feira (28), para esclarecer depoimento prestado pela sua cliente à Polícia Civil em João Pessoa.

Segundo o advogado, “no dia 20 de agosto de 2015, de fato, a senhora Mariana prestou, desacompanhada de qualquer defensor, em momento de clara fragilidade, depoimento na primeira delegacia seccional de Polícia Civil da Capital, onde negou ter escrito a carta, os termos dela, conhecer alguns religiosos envolvidos, dentre outras afirmações insertas na carta”.

“Todavia, por estranhas razões, que aqui não me cabe comentar, pelo fato de não advogar para ela à época, a senhora Mariana prestou um depoimento distante da realidade e divergente da própria missiva que escreveu, negando fatos ali expostos”, afirmou o advogado.

Iarley Maia disse que “o primeiro depoimento é inconsistente e não condiz com a verdade, tanto é que foi modificado, onde a senhora Mariana, em momento posterior, negou todos os termos das primeiras declarações, reafirmou a íntegra da carta escrita e afastou qualquer possibilidade de manipulação com as atitudes dela, tendo agido somente com a consciência e fé cristã”.

Apesar das declarações, o advogado disse que “o novo depoimento não será divulgado, pois o Código de Processo Penal impõe ao inquérito policial, dentre outras situações, o sigilo”.

MaisPB

Enem tem abstenção de 25,31% no 1º dia; PB registra menor taxa

O ministro da Educação, Aloizio Mercadante, informou neste sábado (24) que o índice de abstenção no primeiro dia de provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) foi de 25,31%, em torno de 1,8 milhão, número menor do que o registrado em 2014.

O menor índice foi na Paraíba, com 20,67%, e o maior em Roraima, 34,9%.

“A cada ano vem diminuindo o número de abstenção. E celebramos o desempenho de Santa Catarina, com abstenção de 22,36%, abaixo da média. Então as chuvas não prejudicaram o Enem no estado”, disse.

A abstenção neste primeiro dia no Distrito Federal foi de 29,36%, em São Paulo, 26,76%, e no Rio de Janeiro, 25,32%.

O ministro destaca que cerca de 800 mil pessoas estão fazendo o Enem apenas para certificação de Ensino Médio e que elas têm a opção de comparecer apenas ao segundo dia de prova.

Mais de 7,7 milhões de pessoas se inscreveram para o exame. Mercadante disse que 6.911.938 confirmaram presença, acessando o cartão de confirmação. Não acessaram o cartão 834.498 mil participantes, um padrão semelhante a provas anteriores, segundo o ministro.

Terra

204 mil devem fazer Enem na Paraíba; portões fecham às 12 horas no Estado

As provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) começam a ser aplicadas hoje (24) em todo o país. Neste primeiro dia, os 7,7 milhões de inscritos terão 4h30 para resolver as 90 questões de Ciências Humanas e suas Tecnologias e Ciências da Natureza e suas Tecnologias.

A Paraíba apresentou em 2015 uma redução no número de inscritos para o Enem em relação a 2014. Foram 204.098 inscritos este ano contra 230.888 no ano passado, uma redução de 11,6%.

Os candidatos precisam ficar atentos ao horário de fechamento dos portões. Nos dois dias, o candidato poderá entrar no local de prova a partir das 11h (horário da Paraíba). Os portões serão fechados às 12h, na Paraíba, e as provas começam a ser aplicadas meia hora depois.

Para fazer o exame, é obrigatória a apresentação de um documento de identificação original com foto. Outro item obrigatório é a caneta esferográfica de tinta preta, fabricada em material transparente.

Apesar de não ser obrigatório, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) recomenda que o candidato leve o cartão de confirmação da inscrição já que nele estão informações importantes como local de prova, o número de inscrição e a opção de língua estrangeira.

Durante a prova, não é permitido portar materiais como lápis, caneta de material não transparente, lapiseira, borrachas, livros, manuais, impressos, anotações, assim como qualquer tipo de dispositivos eletrônicos. Também não é autorizado o uso óculos escuros, boné, chapéu, viseira, gorro ou similares. Esses itens devem ser guardados – no caso de eletrônicos, desligados – antes do início do exame, em embalagem porta-objetos fornecida pelos aplicadores.

O candidato só pode deixar o local de prova depois de duas horas do início do exame. Quem quiser levar o caderno de questões para casa, terá que aguardar até 30 minutos antes do término do exame.

MaisPB com Agência Brasil

Janot diz que ex-diretor e PP receberam R$ 357,9 milhões de propina da Petrobras

Em denúncia enviada ao Supremo Tribunal Federal (STF) contra o deputado federal Nelson Meurer (PP-PR), o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, afirmou que o ex-diretor de Abastecimento da Petrobras Paulo Roberto Costa e o Partido Progressista (PP) receberam R$ 357,9 milhões de propina da Petrobras. 

De acordo com as investigações da Operação Lava Jato, Costa atuava como operador do partido na Petrobras. Além de Meurer, o procurador também denunciou os dois filhos dele, por intermediarem o recebimento dos valores indevidos. 

Na denúncia apresentada ao STF, Janot informou que a legenda recebeu R$ 62 milhões do esquema, que consistia em repasses por empresas fictícias operadas pelo doleiro Alberto Youssef. Conforme a acusação, o deputado Nelson Meurer recebeu, entre 2006 e 2014, R$ 29 milhões do total recebido pelo PP. Meurer faz parte da cúpula do partido.

O procurador afirmou que os valores foram pagos por meio de entregas pessoais de dinheiro ao deputado ou a dois filhos dele, Cristiano e Nelson Meurer Júnior. Também houve recebimento de valores no Posto da Torre, posto de gasolina localizado em Brasília e que originou a Operação Lava Jato, e depósitos em dinheiro nas contas bancárias pessoais do deputado.

Para o procurador-geral, além de receber diretamente a propina, Nelson Meurer agiu para ocultar os valores recebidos.

“Para a pratica das condutas delitivas aqui delineadas, o deputado federal Nelson Meurer contou com o contributo livre, consciente e voluntario de seus filhos, Nelson Meurer Júnior e Cristiano Augusto Meurer, os quais, plenamente cientes de todo o esquema criminoso integrado por seu genitor, versado nesta denúncia, o auxiliaram no recebimento de parte das propinas pagas ao parlamentar, mediante estratégias de ocultação e dissimulação da natureza”, acrescentou Janot.

Além dos valores indevidos, o procurador citou a entrega de R$ 4 milhões durante a campanha eleitoral de 2010, por meio de sete entregas pessoais, que ocorreram a mando do doleiro Alberto Youssef, e mais R$ 500 mil, repassados pela empreiteira Queiroz Galvão, por meio de doações oficiais de campanha.

O procurador pediu ainda que Meurer e seus filhos devolvam aos cofres públicos R$ 357,9 milhões e a decretação da cassação do mandato, após o trânsito em julgado da ação.

Em nota, o PP declarou que não admite práticas de atos ilícitos e que confia na Justiça, de modo que os fatos sejam esclarecidos.

Portal Correio

Vaticano nega que Papa tenha tumor cerebral

O Vaticano desmentiu de maneira veemente nesta quarta-feira (21) uma informação da imprensa italiana segundo a qual, há alguns meses, teria sido detectado um pequeno “tumor curável” no cérebro do Papa Francisco.

“A divulgação de notícias infundadas é gravemente irresponsável e não merece atenção”, disse o porta-voz do Vaticano, o padre Federico Lombardi.

De acordo com o jornal Quotidiano Nazionale (QN), “uma pequena sombra” foi detectada em um exame médico do papa, realizado há sete meses por um especialista japonês, o professor Takanori Fukushima, na clínica San Rossore di Barbaricina, perto da cidade de Pisa.

O professor teria considerado inútil fazer uma operação, já que o tumor era benigno, segundo o QN.

Apesar do desmentido do Vaticano, o diretor de redação do Quotidiano Nazionale, Andrea Cangini, garantiu a veracidade da informação.

“O desmentido era esperado e é compreensível. Seguramos a informação durante muito tempo para fazer as verificações. Não temos nenhuma dúvida de que está correta”, disse Cangini.

O Papa Francisco, de 78 anos, tem uma agenda intensa, apesar de em alguns momentos demonstrar sinais de cansaço e ter cancelado alguns compromissos no último momento.

Em entrevistas recentes, o pontífice declarou que não tem muito tempo de vida pela frente, mas em nenhum momento citou uma doença.

Francisco já afirmou que as viagens oficiais o deixam cansado, mas está preparando uma visita de cinco dias à África no fim de novembro, mais uma vez com uma agenda intensa.

Na juventude, o papa teve retirada uma parte do pulmão direito.

G1

///// ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Na FM 104,9 Agora!

Temos 45 visitantes e Nenhum membro online