OUVIR  

Clube FM: (83)3531-4379  WHATSAPP 9.9999-2683

NOTÍCIAS

EMPREGO: Cajazeiras abre vagas para contratar pedreiros; saiba como concorrer aqui!

O Sistema Nacional de Empregos (Sine) de Cajazeiras abriu nesta segunda-feira (29), vagas para pedreiro. A informação é do diretor local do Órgão, Danilo Camargo.

De acordo com Danilo, os requisitos da empresa para preenchimento da vaga é possuir experiência na área, principalmente com colocação de piso.

Quem cumprir a exigência pode fazer o cadastro no sistema do Sine, localizado na Casa da Cidadania, no Shopping de Cajazeiras, no centro da cidade.

A Casa da Cidadania funciona em Cajazeiras de segunda a sexta-feira, das 8h às 13h e o telefone para contato é o 3531-7003.

Energia elétrica ficará mais barata em novembro com a volta da bandeira amarela

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) anunciou nessa sexta-feira (26) que a bandeira tarifária que será aplicada nas contas de luz em novembro será amarela. Assim, haverá uma redução na cobrança em relação aos cinco meses anteriores, quando a bandeira foi vermelha.

A bandeira amarela tem custo de R$ 1 a cada 100 kWh (quilowatts-hora) consumidos. Já a bandeira vermelha, que vigorava desde junho, prevê cobrança de R$ 5 a cada 100 kWh.

A justificativa para a redução na cobrança está no início do período de chuvas. Segundo a Aneel, apesar de os reservatórios ainda estarem com níveis reduzidos, a agência acredita que com o início da estação chuvosa haja elevação gradual no nível de produção de energia pelas usinas hidrelétricas.

Ex-reitor fala sobre perda de terreno para dobrar capacidade do IF de Cajazeiras e pede união de forças

O ex-reitor do Instituto Federal da Paraíba (IFPB), o professor João Batista de Oliveira Silva, em entrevista à Rádio Diário do Sertão FM nesta quinta-feira (25), falou sobre a polêmica gerada em torno da doação dos 40 mil metros quadrados, para construção do Centro de Tecnologia da instituição de ensino em Cajazeiras, Sertão do estado.

João Batista, que foi diretor do Campus da Terra do Padre Rolim relembrou que essa articulação onde culminou com a doação do terreno por parte de empresários da cidade ocorreu no seu mandato de reitor, que teve por objetivo ampliar a capacidade da instituição, especialmente na área das engenharias.

Com essa doação, o IFPB de Cajazeiras teria a possibilidade de dobrar sua capacidade, pois o novo terreno tem a mesma dimensão do atual campus cajazeirense, porém, há prazo para que o instituto comece a investir no local, que se expira já no próximo mês de dezembro deste ano e nada foi feito ainda.

Os doadores Alexandre Costa e Geraldo Alcindo fizeram comunicado oficial ao atual reitor, o professor Cícero Nicácio, mas teria alegado falta de recursos para investir em Cajazeiras.

João Batista disse não acreditar em falta de interesse do atual gestor, relembrou a crise em que vive o Brasil e chamou a classe política, educadora e empresarial de Cajazeiras para que se chegue a uma solução para o caso, onde o IFPB não seja penalizado com a perda deste importante benefício já conquistado.

“Não quero acreditar que seja por falta de planejamento. Quero acreditar que deva ter um projeto de engenharia para ocupação do terreno, projetos pedagógicos. Então, dentro do tempo que é curto carece de um esclarecimento, de uma tentativa de prorrogar esse prazo, estamos vivendo um momento delicado na nossa política educacional”, ponderou ele.

O professor justificou que o momento seria de conseguir um novo prazo para que se consiga recursos junto ao Governo Federal. “Acreditamos que para ajudar nessa empreitada temos o apoio da nossa bancada federal. Cajazeiras é expert em sair na frente, é futurística. Diria que o amor que os cajazeirenses tem por sua terra temos personagens para fazer isto acontecer. A luz desta cidade é fantástica”. Destacou o ex-reitor

Antonio Ricardo deixa secretaria de planejamento de Cajazeiras alegando motivação pessoal; Mas continuará ajudando a gestão municipal.

Confirmado, Antonio Ricardo de Andrade que responde pela secretaria de Planejamento da gestão do prefeito José Aldemir entregou o cargo ao prefeito José Aldemir (PP) nessa quarta-feira (24).

A saída de Antônio Ricardo teria tido motivação pessoal, pois ele estaria envolvido com um novo empreendimento do irmão em Cajazeiras, o ex-senador e empresário José Gonzaga Sobrinho (Deca do Atacadão).

O comunicado foi feito pessoalmente pelo Antonio Ricardo ao prefeito José Aldemir, nesse momento quem  está respondendo pela secretaria e atual secretário de Infraestrutura, José Guimarães Coelho Filho (Zé Filho) está respondendo interinamente pela Secretaria de Planejamento.

De acordo com informações o nome assumir a vaga deixada por Antônio Ricardo ainda não foi decidido pelo prefeito José Aldemir(PP).

Ex-diretor de cadeia do Sertão é condenado a 15 anos de prisão por peculato e corrupção passiva

Pelos crimes de peculato e corrupção passiva, o juiz da 2ª Vara Mista da Comarca de Itaporanga, Antônio Eugênio Leite Ferreira Neto, condenou o ex-diretor da Cadeia Pública daquele município, José Gilberto Ferreira, a uma pena de 15 anos e um mês, como ainda 344 dias/multa. Na mesma decisão, o magistrado aplicou uma pena de nove anos e sete meses de reclusão e 235 dias/multa ao irmão de José Gilberto, o comerciante Gilcleneide Ferreira Leite. As penas serão cumpridas, inicialmente, em regime fechado. A sentença foi prolatada nessa quarta-feira (24).

Segundo a denúncia do Ministério Público, entre os anos de 2012 e 2015 e na condição de diretor da Cadeia Pública de Itaporanga, José Gilberto Ferreira desviou, em proveito próprio e de seu irmão, insumos alimentícios, mensalmente enviados pela Secretaria de Administração Penitenciária à Cadeia para fornecimento aos presos. Em março de 2015, José Gilberto, também conhecido na cidade por “Bertinho Moreira”, recebeu vantagem indevida no valor de R$ 250,00 para efetivar a transferência dos custodiados Lucas Galdino Soares Pinto e Fábio Martins Araújo Santos, da Penitenciária de Patos para Cadeia Pública Local.

Revela os autos que o desvio dos gêneros alimentícios da Cadeia Pública era feito para o mercadinho do segundo condenado, Gilcleneide Ferreira, popularmente conhecido por “Cleneide Moreira”. Uma das testemunhas do processo afirmou que a carne de charque da Cadeia era trocada por outros produtos do mercadinho. A mesma testemunha afirmou que o mercadinho era favorecido com compras superfaturadas. Em seu depoimento, a testemunha disse que um botijão de gás durava em média de três a quatro dias. “O diretor da Cadeia chegou a prestar conta de 16 botijões comprados no mês de março, 28 botijões no mês de abril e 32 em maio de 2015, o que representa neste último mês, o consumo de mais de um botijão por dia. Um verdadeiro absurdo”, afirmou.

Na sentença, o juiz Antônio Eugênio Leite Ferreira Neto enfatizou que a culpabilidade dos dois irmãos é gravíssima. “O dolo é intenso, pois o delito foi praticado diversas vezes, com plena consciência da ilicitude em concurso de pessoas. Por outro lado, os motivos do crime foram injustificáveis, pois os réus visaram apenas o lucro fácil”, observou o juiz, afirmando que a materialidade e a autoria dos crimes estavam comprovadas.

O magistrado fez, ainda, um registro a respeito da superlotação na Cadeia Pública, ao dizer que “a Comarca de Itaporanga já reúne todos os requisitos necessários para aquisição de um Presídio Regional que venha a resolver o problema de superlotação carcerária de todo o Vale do Piancó”.

Peculato
O crime de peculato está tipificado no artigo 312 do Código Penal e é assim definido: “Apropriar-se o funcionário publico de dinheiro, valor ou qualquer outro bem móvel, público ou particular, de que tem posse em razão do cargo, ou desviá-lo em proveito próprio ou alheio. Pena – reclusão de dois a 12 anos e multa.”.

Corrupção Passiva
Tipificado no artigo 317 do CP, o crime de corrupção passiva possui a seguinte definição: “Solicitar ou receber, para si ou para outrem, direta ou indiretamente, ainda que fora da função ou antes de assumi-la, mas em razão dela, vantagem indevida ou aceitar promessa de tal vantagem. Pena de dois a 12 anos e multa.”.

Chapa “A Ordem é Avançar” é lançada para subseção da OAB de Cajazeiras

No final da tarde desta quinta-feira (25), foi protocolado o pedido de registro da Chapa “A ORDEM É AVANÇAR”, que concorrerá para Subseção da OAB Cajazeiras, para pleito que ocorrerá em 28/11/2018, sendo composta da seguinte forma: Presidente – Airton Abrantes; Vice-Presidente: Júnior Bento; Diretora Tesoureira: Vanja Sobral; Secretário Geral: Ernany Quirino; Secretária Adjunta: Tatiana Crispim.

O prazo para registro de candidaturas se encerra na próxima segunda dia 29/10/2018 e, até o momento, aquela foi a única chapa que fez pedido de registro para concorrer à OAB Subseção de Cajazeiras.

O ato foi bastante prestigiado e contou com a presença de dezenas de advogadas e advogados, os quais externaram total apoio e solidariedade à postulação,  dentre eles o atual e ex-presidente da OAB Cajazeiras, João de Deus Quirino Filho e Paulo Sabino, respectivamente.

O candidato a presidente Airton Abrantes agradeceu a presença de todos e externou o seu contentamento em poder concorrer ao cargo que representará todos os colegas de trabalho, reafirmando o seu compromisso de lutar pela classe.

Por fim, João de Deus, atual presidente, disse que o registro da chapa, além de ser um exercício democrático é a ratificação do espírito público deste grupo para continuar trabalhando, realizando e valorizando a advocacia e que a chapa está pronta para seguir avançando.

///// ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Na FM 104,9 Agora!

Temos 65 visitantes e Nenhum membro online