OUVIR  

Clube FM: (83)3531-4379  WHATSAPP 9.9999-2683

NOTÍCIAS

Pauta do TCE tem eleição dos novos dirigentes, contas de 18 prefeituras e 11 câmaras municipais

Dezoito contas de Prefeituras, 11 de Câmaras Municipais e de duas Secretarias de Estado compõem, em meio a outros processos, a pauta de julgamentos do Tribunal de Contas do Estado para esta quarta-feira (12). Os trabalhos começarão com a eleição do novo presidente, vice-presidente, corregedor, ouvidor, coordenador da Escola de Contas Conselheiro Otacílio Silveira (Ecosil) e presidentes da 1ª e 2ª Câmaras do TCE para o biênio 2019/2020.

 Depois disso, serão verificadas as contas oriundas das Prefeituras de Juarez Távora, Riachão, Nova Olinda, Puxinanã, Várzea, Vista Serrana, Solânea, Rio Tinto (2017), Alhandra, Riacho dos Cavalos, Riacho do Poço, Campina Grande, Princesa Isabel (2016), Alagoa Grande, Lagoa (2015) e Vieirópolis (2014). A Prefeitura de São João do Tigre terá o julgamento das contas de 2014 e 2017.

A pauta do TCE ainda inclui as contas de 2015 das Secretarias de Estado da Comunicação Institucional e da Saúde. Também, as das Câmaras Municipais de Santa Rita, Cacimba de Areia, Livramento, Vieirópolis, Maturéia (2017), Belém, Belém do Brejo do Cruz (2016), Igaracy, Itaporanga, Diamante e Assunção (2015).

Organismo presidido pelo conselheiro André Carlo Torres Pontes, o TCE reúne-se, ordinariamente, às quartas-feiras, a partir das 9 horas, com acesso permitido ao público e transmissões ao vivo pela TV TCE-PB (Canal no Youtube).

Ascom/TCE-PB

Homem é encontrado já sem vida dentro da própria casa na cidade de São João do Rio do Peixe

O corpo de um homem foi encontrado na tarde desta terça-feira (11), na Rua José Gonçalves da Silva, em São João do Rio do Peixe.

O homem foi encontrado sem vida dentro da residência, que fica vizinha ao antigo Bar do Pirata.

De acordo com informações de populares, havia quatro dias que ele não saia de casa, e já nesta terça, uma vizinha sentiu o mau cheiro e acionou a polícia.

A Polícia Militar informou que isolou a área até a chegada da perícia, que encaminhou o corpo ao IML de Patos.

As informações dão conta que a vítima estava sozinha em casa, e a identidade ainda não foi confirmada pela PM.

Myriam Gadelha quebra silêncio após denúncia de agressão contra o prefeito de Sousa e conta tudo

Após declarações do prefeito de Sousa, Fábio Tyrone (PSB) à imprensa local nesta segunda-feira (10), alegando legítima defesa no caso da denúncia de agressão contra a então namorada, a advogada Myriam Gadelha, ela quebrou o silêncio e contestou o gestor público.

Em entrevista ao programa Correio Debate, da Rádio Correio da cidade de João Pessoa, a advogada disse estar fisicamente e emocionalmente muito machucada. “É muito difícil pra mim”.

A advogada assegurou que o caso não é um fato político. “Não tem nada haver com eleição, isso não tem nada haver com uma vontade de revidar qualquer situação política que se passa em Sousaentre a minha família e o grupo político dele, a minha fala aqui é em defesa da minha pessoa, da minha história, que foi altamente distorcida por ele. Pra mim é um ato de uma pessoa sociopata”. Relatou ela.

Myriam disse que a situação foi vivida por ela, por seus irmãos e por um irmão do prefeito e declarou que Tyrone reclamava porque ela trabalhava até tarde, pois, o prefeito falava em constituir família. “Nunca achei que fosse passar por essa situação”.

Segundo a advogada, Tyrone dizia que ela era bonita demais para chamar a atenção com palavras, e no dia do fato ela disse que aconteceu o seguinte: “Dentro do carro ele puxou o meu brinco e deu um tapa na minha orelha. Quando ele chegou aqui (em casa), ele me trancou. De fato, como eu estava bastante irritada eu dei um tapa na cara dele sim, mas depois disso eu não tive forças o suficiente para fazer mais nada, então ele me empurrou, me jogou no chão e passou a me chutar muito”.

Tyrone fala sobre acusações de agressão: “Ela me bateu, eu reagi. Houve excesso por parte dela”

Após a polêmica notícias sobre as supostas agressões entre o prefeito da cidade de Sousa, sertão do estado, Fábio Tyrone (PSB) contra sua então namorada Myrian Gadelha ganhar repercussão em todo o estado, Tyrone resolveu quebrar o silêncio e dar a sua versão dos fatos.

Em entrevista ao programa de rádio FM Alerta do radialista Ademar Nonato, no início da tarde desta segunda-feira (10), Tyrone disse que Myrian começou as agressões contra ele ao sair de uma festa, onde o mesmo levou um tapa na cara.

Quando chegaram em seu apartamento, no elevador ainda houveram agressões da parte dela e ao chegar no interior do apartamento da jovem, ao tentar ir embora, foi impedido por ela, e novamente agredido e empurrado. No calor das emoções, Tyrone confessou que também a agrediu e a empurrou para que conseguisse ir embora, e que foi motivado por uma ação X reação.

“Houve excessos, houveram atos que não deveriam ocorrer”, disse ele.

Com voz embargada, Tyrone a todo momento disse que sabe que agiu errado e elogiando a sua ex, ele afirmou que acabou sendo motivado pelo calor das emoções, e que tem provas de que ela começou toda a agressão. Ele em determinado momento da entrevista disse que câmeras de segurança do interior do elevador flagraram toda a ação de Myrian contra ele, e que há também exame de corpo de delito que comprovam o que ele está dizendo.

“Fui vítima de um processo de instigação que até o último momento tentou tirar a minha sanidade, meu juízo, a minha condição de ser um homem ponderado”, disse Tyrone.

Decisão do desembargador 
O desembargador Ricardo Vital de Almeida do Tribunal de Justiça da Paraíba, decidiu conceder a medida protetiva, impedindo que Fábio Tyrone mantenha distância inferior a 300 metros da ex-namorada, que também se afaste da casa dela e o proibiu de qualquer tipo de contato físico, telefone, e-mails, bilhetes, aplicativos de mensagens, redes sociais, dentre outros.

 

Buega Gadelha diz que agressão a Myriam mostra requintes de perversidade de Fábio Tyrone. “Ela vai lhe botar na cadeia”

O presidente da Federação das Indústrias da Paraíba, o sousense Buega Gadelha, se pronunciou nesta segunda-feira (10) ao programa Cidade Notícia, da Rádio Líder FMde Sousa, sobre as agressões causadas à sua sobrinha pelo prefeito de Sousa, Fábio Tyrone Braga (PSB), com quem manteve um relacionamento de aproximadamente quatro meses.

Falando em nome da família Gadelha, Buega disse que está indignado, pois passou a ver em Fábio Tyrone uma outra pessoa. “Uma outra pessoa misoginia (repulsa, desprezo ou ódio contra as mulheres), uma outra pessoa indignada com as mulheres. E veja contra quem ele agiu, contra Myriam, órfã de pai e mãe”. E acrescentou: “e fez em que dia? Exatamente no dia do falecimento de Aline”.

Buega ainda considerou que a atitude agressiva de Tyrone mostrou os seus requintes de perversidade. “Porque trancar uma menina indefesa dentro de um quarto, espancá-la até não poder mais, chutar o queixo, o chute é realmente uma demonstração de ódio, de indignação contra as mulheres”, disse.

“Nós não lhe perdoaremos por esse momento, e eu lhe digo com toda sinceridade, isso não vai ficam impune. Nós vamos agir, todos, todos estamos indignados, profundamente chocados… … Mas ela é extremamente forte e ela vai lhe botar na cadeia, Fábio, porque é o lugar que você merece”, desabafou.

Policiais envolvidos na “Tragédia de Milagres” são afastados, diz Camilo Santana

O governador do Ceará, Camilo Santana, informou nesta segunda-feira (10) que 12 policiais envolvidos na “Tragédia de Milagres” foram afastados dos serviços até que a apuração do grupo especial de investigação da ação que resultou na morte de 14 pessoas seja finalizada.  Conforme Camilo, 12 agentes de segurança que estavam na ação estão sob serviço administrativo até a conclusão da investigação.

A criação do grupo especial foi divulgada pelo governador no último domingo (9). Será formada pela Delegacia Regional de Brejo Santo, Delegacia Municipal de Milagres, recebendo apoio da Delegacia de Roubos e Furtos e do Departamento de Polícia do Interior Sul. A Controladoria Geral de Disciplina (CGD) dos Órgãos de Segurança Pública (CGD), que é independente dos órgãos de segurança, também abriu uma investigação preliminar.

Camilo Santana ainda se desculpou pela declaração de que “o fato era que os criminosos estavam preparados para assaltar dois bancos e não conseguiram“. “De forma infeliz disse aquilo. Mas pedi desculpas à família. Quem me conhece sabe do meu respeito às pessoas e da minha defesa à vida”.

Sobre o porquê de a Polícia Rodoviária Federal (PRF) não ter sido acionda na ação de sexta-feira, Camilo comenta que não deve se antecipar. “Todo resultado vai mostrar. Não quero me antecipar, a informação que chegou imediatamente na sexta não dizia quem era refém ou não”, complementa.

A tragédia teve início por volta das 2h30 da sexta-feira, quando uma quadrilha armada e com reféns, prestes a atacar duas agências bancárias de Milagres, cidade da Região do Cariri, foi surpreendida por equipes policiais. Moradores do local contaram que ocorreu uma sequência de tiros, com duração de 20 minutos. No fim, oito suspeitos e seis reféns, sendo cinco da mesma família, morreram durante o confronto.

Em entrevista ao sistema Verdes Mares, a mãe de Francisca Edneide da Cruz Santos, 49, uma das 14 vítimas mortas tentativa de assalto a banco no município de Milagres, no Ceará, relatou que o filho dela e um dos bandidos afirmaram que o tiro que vitimou Edneide partiu da polícia.

///// ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Na FM 104,9 Agora!

Temos 108 visitantes e Nenhum membro online