OUVIR  

Clube FM: (83)3531-4379  WHATSAPP 9.9999-2683

NOTÍCIAS

Polícia Federal investiga fraudes no Enem e concursos públicos na Paraíba, Ceará e Piauí

Foi deflagrada pela Polícia Federal na manhã desta quarta-feira (08) a Operação Adinamia, que investiga a realização de fraudes em provas do Exame nacional do Ensino Médio e concursos públicos na Paraíba e outros estados do Nordeste. As cidades de São José de Piranhas e Cajazeiras, no Sertão da Paraíba, são alvos da operação, além de outras cidades nos estados do Ceará e Piauí.

Estão sendo cumpridos 36 mandados, sendo 21 de busca e apreensão, quatro de prisão preventiva e 11 de condução coercitiva, no Ceará (Fortaleza, Juazeiro, Barbalha, Mauriti, Abaiara e Lavras da Mangabeira), Paraíba (São José de Piranhas e Cajazeiras) e no Piauí (Teresina).

Cerca de 90 policiais federais participam da Operação Adinamia, visando à coleta de provas dos delitos cometidos, quais sejam: fraudes a processo seletivo e concursos públicos, organização criminosa e lavagem de dinheiro, crimes, cujas penas preveem prisão de 1 a 4 anos, 3 a 8 anos e 3 a 10 anos de prisão, respectivamente, e multas.

De acordo com a assessoria de imprensa da PF, as formas da fraude consistem na violação antecipada de lacres para acesso às provas do ENEM e concursos e/ou utilização de candidato piloto e de ponto eletrônico, com a transmissão dos gabaritos. O curso de medicina é o principal alvo das fraudes e também o mais caro, sendo pago em torno de R$ 90 mil, por vaga, sendo metade do valor pago antes do certame e metade depois de garantida a vaga.

Esse tipo de fraude tem uma repercussão social de longo alcance, para além da questão criminal, por frustrar o esforço de candidatos honestos que estudam e buscam legitimamente o acesso aos cursos de nível superior e cargos públicos.

Câmara aprova instalação obrigatória de bloqueadores de celular em presídios

A Câmara dos Deputados aprovou na noite desta terça-feira (7) projeto de lei que obriga as empresas operadoras de telefonia e operadoras de Serviço Móvel Pessoal a instalarem bloqueadores de sinais de telecomunicações, radiocomunicações e de internet nos estabelecimentos penais e socioeducativos.

Leia mais notícias de Política no Portal Correio

As empresas terão o prazo máximo de 180 dias a contar da publicação da lei para a instalação dos equipamentos. O texto seguirá agora para a apreciação do Senado Federal.

O plenário da Câmara realiza na noite desta terça uma sessão dedicada a analisar diversos projetos relacionados à segurança pública. Antes de aprovar a proposta que trata dos bloqueadores em presídios, os deputados aprovaram requerimento de regime de urgência para a votação de outros quatro projetos de lei que tratam do tema da segurança.

Foi aprovada a urgência para votação do projeto Lei 4471/12, que especifica procedimentos para apurar casos de morte violenta envolvendo ações policiais, acabando com o chamado auto de resistência. Os parlamentares, também aprovaram as urgências para votação dos projetos 388/15, que acaba com a saída temporária de presos; do PL 8048/17, que cria um novo tipo penal para punir o uso de pessoas como escudo humano em ação criminosa; e do PL 5880/16, que cria um cadastro nacional de pessoas desaparecidas.

Mais cedo foi aprovado ainda projeto que acaba com os atenuantes de pena para menores de 21 anos.

Veja doze dicas para se dar bem na segunda parte do ENEM

A segunda parte do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) é no próximo domingo. Na Paraíba 140.161 estudantes compareceram aos locais de prova na primeira etapa do exame. Nesse momento importante é bom estar sempre preparado, e para ajudar nessa tarefa, a psicopedagoga especialista em gestão escolar e educação, Ana Regina Caminha Braga, separou doze dicas para ajudar em todo esse processo. 

Leia mais Notícias no Portal Correio


“As dicas para os alunos que participarão do ENEM têm o objetivo de minimizar a ansiedade ocasionada pelo momento repleto de expectativas, sonhos de uma nova etapa a ser iniciada e também de vários receios”, comenta.

O aluno precisa ter algumas informações em mente para o dia da prova:

1. Documentos são importantes

Separar os documentos necessários para realizar a prova dias antes para não os esquecer. Isso evita estresse demasiado no momento de entrar do local.

2. Programe-se!


Esteja programado para chegar pelo menos 30 minutos antes do portão abrir para que você se familiarize com o ambiente, e assim que os portões estiverem abertos, caminhe com calma, respire fundo e se concentre.

3. Escolha um bom lugar na sala

Escolha o lugar mais ventilado da sala, se possível. Não mantenha a cabeça muito baixa para evitar cansaço no corpo.

4. Tenha várias canetas, você pode precisa

Lembrar de levar várias canetas e testar antes. Caso necessário, você tem tempo hábil para trocar. Não deixe para comprar no dia.

5. Coma bem!

Tomar um bom café da manhã. Comida leve, mas rica em frutas (banana), proteína (ovo, queijo branco) e tomar bastante líquido para hidratar o corpo.

6. Água é importante, mas não tome demais.

A água deve ser seu acompanhante na prova, pois ela refresca. Cuidado apenas para não tomar em demasia e interromper várias vezes a prova para ir ao banheiro.

7. Vá ao banheiro se precisar.
Ir ao banheiro se houver necessidade é preciso, pois faz parte do nosso organismo. Esteja preparado para a pausa e não causar estresse.

8. Leia com atenção.

No momento da prova leia com atenção as questões. Reflita antes de realizar sua escolha.

9. Comece pelo que sabe.

Comece a prova pelas questões que você sabe responder. Isso motiva e aproveita o tempo disponível.

10. Cuidado com o gabarito.


Cuidado com ao preencher o gabarito para não ter equívocos na hora de assinalar, normalmente ele só é impresso uma única vez, e se você erra pode não conseguir arrumá-lo e perder a questão.

11. Confira sua prova!

Se programe para conferir assim que finalizar todas as questões para ter certeza que todas foram respondidas.

12. Acredite em você


Você é capaz! Tenha essa frase na cabeça. Você consegue. Você se dedicou e estudou o ano todo e se preparou para esse momento. Só você saberá o conteúdo e assim responderá a prova da melhor maneira possível.

Para finalizar, a especialista lembra que apesar de parecer difícil, com estudo e organização, podemos sim, fazer uma boa prova e conseguir bons resultados. “Dias de prova são sempre mais difíceis, temos que saber o conteúdo, cuidar dos detalhes e ainda tentar manter a calma. O ENEM como todo exame assusta, mas não é um bicho de sete cabeças. Mantenha a cabeça tranquila, lembre-se do que é importante e com essas dicas você com certeza fará uma boa prova”, completa Ana Regina.

Jovens mostram desinteresse por política e só votam porque é obrigatório

Em tempos de crise moral e ética da classe política, onde cada vez mais a população se distancia das discussões político-partidárias, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) tenta incentiva o jovem para a importância do 1º voto. Tanto que desde o dia 28 de outubro estão sendo veiculadas campanhas de conscientização nos meios de comunicação.

Leia mais notícias de Política no Portal Correio

Atualmente o voto é obrigatório a partir dos 18 anos, mas aqueles que possuam mais de 16 anos podem tirar o título eleitoral. O voto também é facultativo para os maiores de 70 anos e aos analfabetos.

De acordo com o TSE, atualmente a Paraíba possui 47.043 eleitores com idade entre 16 anos e 17 anos aptos a votar no estado. Esse quantitativo daria para eleger, por exemplo, de dois a três deputados estaduais no pleito de 2014.

Para tentar entender como os adolescentes e jovens pensam a política e se sentem estimulados a votar, o Portal Correio foi até o Lyceu Paraibano, uma das escolas públicas mais tradicionais do estado, para conversar sobre o assunto.

A aluna Amanda Thuanny, de 17 anos, disse ter tirado o título eleitoral há pouco tempo e preferiu não exercer o direito de voto aos 16 por não entender muito do assunto. Ela revelou não ver necessidade de solicitar o documento antes, já que trata-se de algo facultativo.

Camila Freitas, de 19 anos, se mostrou desestimulada por conta da atual situação vivida no país. A estudante revelou que a onda de corrupção faz com que ela tenha a sensação de não poder acreditar em nenhum político. “Nenhum me passa confiança, infelizmente a política se tornou algo muito sujo, onde só se vê corrupção e falcatruas”, comentou.

Já Sttefany Sophia, de 18 anos, revelou que não providenciou a retirada do título. Ela confessou que a falta de interesse em política pesou para que isso acontecesse. A estudante disse que só vai solicitar o título por conta das implicações que a falta do documento lhe trará. “Como penso em tirar o passaporte e também fazer concursos públicos terei que tirar o título, mas o que vejo na política é muita hipocrisia”, observou.

Atualmente mais de 2,9 milhões de eleitores estão aptos a votar na Paraíba.

Jovens mostram desinteresse por política e só votam porque é obrigatório

Em tempos de crise moral e ética da classe política, onde cada vez mais a população se distancia das discussões político-partidárias, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) tenta incentiva o jovem para a importância do 1º voto. Tanto que desde o dia 28 de outubro estão sendo veiculadas campanhas de conscientização nos meios de comunicação.

Leia mais notícias de Política no Portal Correio

Atualmente o voto é obrigatório a partir dos 18 anos, mas aqueles que possuam mais de 16 anos podem tirar o título eleitoral. O voto também é facultativo para os maiores de 70 anos e aos analfabetos.

De acordo com o TSE, atualmente a Paraíba possui 47.043 eleitores com idade entre 16 anos e 17 anos aptos a votar no estado. Esse quantitativo daria para eleger, por exemplo, de dois a três deputados estaduais no pleito de 2014.

Para tentar entender como os adolescentes e jovens pensam a política e se sentem estimulados a votar, o Portal Correio foi até o Lyceu Paraibano, uma das escolas públicas mais tradicionais do estado, para conversar sobre o assunto.

A aluna Amanda Thuanny, de 17 anos, disse ter tirado o título eleitoral há pouco tempo e preferiu não exercer o direito de voto aos 16 por não entender muito do assunto. Ela revelou não ver necessidade de solicitar o documento antes, já que trata-se de algo facultativo.

Camila Freitas, de 19 anos, se mostrou desestimulada por conta da atual situação vivida no país. A estudante revelou que a onda de corrupção faz com que ela tenha a sensação de não poder acreditar em nenhum político. “Nenhum me passa confiança, infelizmente a política se tornou algo muito sujo, onde só se vê corrupção e falcatruas”, comentou.

Já Sttefany Sophia, de 18 anos, revelou que não providenciou a retirada do título. Ela confessou que a falta de interesse em política pesou para que isso acontecesse. A estudante disse que só vai solicitar o título por conta das implicações que a falta do documento lhe trará. “Como penso em tirar o passaporte e também fazer concursos públicos terei que tirar o título, mas o que vejo na política é muita hipocrisia”, observou.

Atualmente mais de 2,9 milhões de eleitores estão aptos a votar na Paraíba.

Nível de CO2 na atmosfera em 2016 foi o mais alto em 800 mil anos

concentração média global de dióxido de carbono (CO2) voltou a crescer e bateu novos recordes em 2016, com o mais alto nivel nos últimos 800 mil anos, informa boletim divulgado pela WMO (World Meteorological Organization) nesta segunda-feira (30). Segundo a organização, o aumento nos níveis de concentração do gás nos últimos 70 anos não tem precedentes na história da humanidade.

As concentrações de CO2 são agora 145% mais altas que níveis pré-industriais (antes de 1750): elas atingiram 403,3 partes por milhão em 2016, ante 400,00 ppm em 2015 devido a uma combinação de atividades humanas e uma forte presença do El Niño.

O aumento da concentração de CO2 e de outros gases com efeito de estufa têm o potencial de iniciar mudanças significativas nos sistemas climáticos, levando a “graves interrupções ecológicas e econômicas”, afirmou o relatório.

O crescimento da população, as práticas agrícolas, o aumento do uso da terra e o desmatamento, a industrialização e o uso de energia a partir de fontes de combustíveis fósseis contribuíram para aumentar as concentrações de gases de efeito estufa na atmosfera desde a era industrial, a partir de 1750.

“Sem cortes rápidos nas emissões de CO2 e nas outras emissões de gases de efeito estufa, estaremos indo para aumentos de temperatura perigosos até o final deste século, muito acima do objetivo estabelecido pelo acordo de mudança climática de Paris”, disse o secretário-geral da WMO, Petteri Taalas, em nota. “As futuras gerações herdarão um planeta muito mais inóspito”, disse.

O Acordo de Paris, assinado por 195 países, assumiu o compromisso de manter o aumento da temperatura abaixo de 2ºC — o acordo, no entanto, sofreu um forte abalo após o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, divulgar que o país deixaria o acordo.

“Temos muitas das soluções já para resolver este desafio. O que precisamos agora é a vontade política global e um novo senso de urgência “, disse Erik Solheim, chefe do grupo de meio ambiente da ONU, em nota.

O relatório divulgado espera causar impacto nas negociações das Nações Unidas sobre mudanças climáticas, que serão realizadas de 7 a 17 de novembro em Bonn, na Alemanha.

G1

///// ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Na FM 104,9 Agora!

Temos 77 visitantes e Nenhum membro online