OUVIR  

Clube FM: (83)3531-4379  WHATSAPP 9.9999-2683

NOTÍCIAS

Padrasto é suspeito de abusar sexualmente da enteada de 13 anos com uma faca em Cachoeira dos Índios

A Polícia Civil de Cajazeiras está investigando uma denúncia de estupro praticado contra uma adolescente de 13 anos no Distrito de Fátima, município de Cachoeira dos Índios. O principal suspeito do crime é o padrasto da vítima, identificado como José Edvan da Silva Deodato.

De acordo com informações colhidas pela polícia, o caso aconteceu no dia 06 deste mês. A vítima estava dormindo no momento em que foi surpreendida pelo padrasto armado com uma faca. Edvan teria ameaçado matá-la caso ela fizesse algum barulho enquanto estava sendo acariciada.

Nesse momento, a irmã da adolescente, que tem apenas 09 anos de idade, acordou e também foi ameaçada pelo padrasto. Segundo as investigações, as duas chegaram a ser asfixiadas no pescoço durante as ameaças.

As crianças contaram o caso para uma pessoa próxima à família, que decidiu repassá-la para uma irmã das vítimas que mora em Cajazeiras. Revoltada, ela acionou a Polícia Civil.

Ao tomarem conhecimento da denúncia, Edvan e a mãe das crianças teriam fugido. Mas ela se apresentou na delegacia nesta segunda-feira (12) e ele permanece sendo procurado.

A polícia foi informada de que Edvan é agressivo e já tem um grande histórico de violência doméstica. O delegado Dr. Filho, da Seccional de Cajazeiras, está à frente do caso.

Homem é espancado após ser flagrado nu deitado sobre uma criança de 8 anos na região de Cajazeiras

Um homem de 21 anos está internado no Hospital Regional de Cajazeiras, sob vigilância da Polícia Militar, após ser espancado e esfaqueado.

Segundo informações da PM, ele foi agredido porque teria tentado manter relações sexuais com uma criança de 8 anos de idade.

Na madrugada deste domingo (11), o suspeito teria sido espancado e esfaqueado após ser flagrado nu em cima da criança quando a vítima dormia em um carro enquanto os pais participavam de um evento na cidade de Bonito de Santa Fé.

A Polícia Militar e o SAMU foram acionados para socorrer o suspeito. Ele foi conduzido para o HRC, onde permanece internado e sob custódia.

Jornalista vai representar o Atlético de Cajazeiras em reunião da FPF que definirá o Paraibano 2019

A Federação Paraibana de Futebol (FPF) convocou presidentes e representantes legais dos clubes de futebol do estado para a primeira reunião do Conselho Arbitral do Campeonato Paraibano 2019 com o objetivo de discutir “assuntos relativos à competição”, segundo ofício emitido no dia 08.

No encontro marcado para esta terça-feira (13), quem vai representar o Atlético de Cajazeiras é o jornalista cajazeirense Gutemberg Cardoso, substituindo Arlan Rodrigues, presidente do Conselho Deliberativo do clube, que está viajando aos Estados Unidos.

Na ausência de Arlan, um dos irmãos Lira poderiam participar da reunião. Porém, o empresário Harley Lira, que foi presidente do Atlético, e seu irmão vereador Alysson, conhecido como Neguim do Mondrian, anunciaram hoje que estão fora da diretoria do Trovão Azul do Sertão.

Segundo Neguim, a família Lira continuará ajudando o clube como patrocinadora. Ele adiantou que terá uma conversa com o empresário Francisco Campos (Tiko Miudezas) para que este possa assumir o Atlético novamente como presidente. Harley, por sua vez, já tinha anunciado sua saída em maio deste ano, mas não havia se desligado oficialmente do cargo.

A família Lira estava à frente do Atlético desde 2016. Após dois anos, não conseguiu títulos nem colocar o Trovão Azul em competições nacionais.

Ministério Público Federal pede sequestro de cinco bens de ex-prefeito do Sertão paraibano

O Ministério Público Federal (MPF) em Patos pediu o sequestro de cinco bens imóveis de Inácio Roberto Lira Campos, vulgo “Betinho Campos”, ex-prefeito de Cacimba de Areia (PB), com mandato entre 1 de janeiro de 2005 e 31 de dezembro de 2012.

O MPF solicitou à Justiça, ainda, aplicação de medida cautelar de fiança, no valor de R$ R$ 549.830,78. Além do sequestro de bens e pagamento de fiança, o MPF em Patos também ajuizou nova denúncia contra Betinho Campos, desta vez por lavagem de dinheiro envolvendo compras de salas comerciais no edifício Concorde, em João Pessoa, e edifício Milindra, em Patos.

O Ministério Público denuncia que Betinho escondeu patrimônio ilícito, adquirido com recursos da prefeitura, em nome de familiares e namoradas, com usufruto para si. Além da aplicação da pena privativa de liberdade na ação por lavagem de dinheiro e em outros processos, o MPF quer, como condenação pelo ato de lavagem, reparação dos danos e perda do cargo público que Betinho possui na Companhia Nacional de Abastecimento (Conab).

Operação Dublê – Betinho Campos, assim como o ex-prefeito de Catingueira (PB), José Edvan Félix, além de auxiliares dos ex-gestores e empresários, estão envolvidos na Operação Dublê, que desarticulou um quadro sistemático de fraudes licitatórias e desvios de recursos públicos nos dois municípios, com uso de notas fiscais clonadas. Medidas cautelares contra os dois ex-gestores, a exemplo de proibição de terem acesso às prefeituras, continuam valendo. No entanto, não há ninguém envolvido na operação preso.

Ao todo, a Dublê já tem 45 ações judiciais ajuizadas pelo Ministério Público Federal em Patos, sendo 21 denúncias, duas ações cautelares penais para aplicação de medidas pessoais aos ex-prefeitos e 22 ações de improbidade administrativa. Os valores desviados, em cálculo atualizado, somente nas ações penais, ultrapassam os R$ 17 milhões.

O outro lado
A redação do Diário do Sertão tentou ouvir o ex-prefeito, porém não conseguiu contato, entretanto, deixamos aberto o espaço, caso o ex-gestor sertanejo queira se pronunciar sobre o caso.

A redação do Diário do Sertão

REGIÃO DE CAJAZEIRAS: Agência dos Correios é arrombada na madrugada desta segunda-feira

Mais uma agência dos Correios é arrombada no Sertão da Paraíba. O alvo desta vez foi a agência dos Correios da cidade de Bom Jesus, Região de Cajazeiras, no Sertão paraibano.

A agência foi arrombada na madrugada desta segunda-feira (12), e se acordo com a Polícia Militar, eles violaram o cofre da agência usando ferramentas.

Também foram registrados arrombamentos em caixas eletrônicos de dois correspondentes bancários da cidade.

Segundo a Polícia Militar, até o início da manhã desta segunda-feira, não houve confirmação se foi levado dinheiro dos locais e nenhum dos suspeitos que fugiram em direção ao estado do Ceará foram presos.

A partir desta segunda: contas atrasadas de qualquer valor podem ser pagas em qualquer banco

A partir desta segunda-feira (12), está liberado o pagamento de boletos em atraso, de qualquer valor, em qualquer banco e não apenas naquele que vem discriminado na fatura. De acordo com o Procon-JP, o novo sistema de pagamentos começou a ser implantado de forma gradual, com base no valor dos boletos, e o prazo para que o cronograma fosse encerrado era 10 de novembro.

“A nova plataforma de cobrança operacionalizada pela Federação Brasileira de Bancos (Febraban) vem recebendo em sua base de dados, desde 2016, as informações do CPF ou CNPJ do emissor, data de vencimento, valor, nome e número do CPF ou CNPJ do pagador, que constam nos boletos de pagamento, dentro das normas exigidas pelo Banco Central”, explica o secretário Helton Renê.

Ele acrescenta que, segundo consta no site da Febraban, a implantação da nova plataforma terminou com a inclusão dos boletos de cartão de crédito e de doações. “Alerto que, para se saber se o boleto está cadastrado na nova plataforma, é preciso consultar diretamente a empresa que emitiu o documento, já que não há diferenças visuais entre as faturas antigas e as novas. Quem não conseguir pagar o boleto antigo em qualquer instituição financeira, deverá quitar o débito diretamente com o banco credor”, orienta Helton Renê.

Sem risco

Conforme o secretário do Procon-JP, o novo modelo disponibiliza uma plataforma única de informações para todos os bancos. “Para pagamento da fatura em atraso, os dados são checados nessa plataforma. Não há risco para o consumidor porque, quando há divergência nas informações, o pagamento não é autorizado e a pessoa deve se dirigir ao banco onde o boleto foi emitido e efetuar o pagamento”.

Helton Renê considera que esse modelo de pagamento de faturas em atraso facilita a vida do consumidor, que pode pagar seu débito em qualquer instituição financeira que esteja em seu itinerário diário, ganhando tempo para outras atividades.

Outro aspecto benéfico ponderado pelo secretário do Procon-JP é quanto à prevenção de fraudes nas emissões das faturas, geralmente ocorridas através da internet. “Atualmente nós fazemos quase todas transações financeiras virtualmente, inclusive fazendo cópias de faturas de cartões e pagamentos vários ou quitando débito pela internet. Creio que com essa medida, onde há um registro comum na plataforma de informações bancárias, o processo de fraudes será muito mais difícil de ocorrer”, disse Helton Renê.

///// ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Na FM 104,9 Agora!

Temos 54 visitantes e Nenhum membro online