OUVIR  

Clube FM: (83)3531-4379  WHATSAPP 9.9999-2683

CAJAZEIRAS

Prefeito Zé Aldemir anuncia, enfim, a retirada do nome de Cajazeiras do CAUC

O prefeito de Cajazeiras José Aldemir Meireles (PP) trouxe na tarde desta segunda feira (28) uma ótima notícia para o município. O gestor anunciou, enfim, a retirada do nome da prefeitura municipal do CAUC (Cadastro Único de Convênios). Com isso, Cajazeiras passará a receber recursos federais, o qual estava proibido há vários anos devido às certidões negativas que não era possível a retirada por causa do problema.

demir

Zé Aldemir comemorou bastante a conquista e fez questão de dividir com a população através de participação ao vivo no programa Boca Quente da Difusora Rádio Cajazeiras onde anunciou a “boa nova”.

Cajazeiras tem alocado mais de R$ 10 milhões em emendas parlamentares que estão, até então, travadas nos ministérios em virtude do nome do município no CAUC; esses recursos, poderão agora ser empenhados e beneficiar o município com obras relevantes e importantes para a população, sobretudo, os mais carentes.

cauc

Blogdofurao.com

Apenas no Maranhão, as prefeituras receberam, aproximadamente, R$ 7 bilhões. Desse valor, R$ 1,4 bilhão seria destinado ao pagamento dos honorários dos três escritórios de advocacia contratados. “São gravíssimas as irregularidades tratadas neste processo

Por Jocivan Pinheiro

24/08/2017 às 15h50 • atualizado em 24/08/2017 às 15h54

 

A declaração do padre Francivaldo Albuquerque a respeito de um suposto mercado negro de armas em Cajazeiras, que ele chamou de ‘locadoras’ e que a polícia teria conhecimento disso, repercutiu em todo o Estado e gerou polêmica. Mas as reações não assustaram o padre, que manteve a denúncia levantada e espera que com ela as autoridades policiais se mobilizem mais.

A declaração aconteceu durante o “Debate Cajazeiras” da TV Diário do Sertão, no domingo (20), quando o sacerdote disse que menores de idade estariam alugando armas de fogo para praticarem assaltos e roubarem celulares em Cajazeiras. O pagamento do aluguel, segundo ele, seria feito com o ‘apurado’ dos roubos e assaltos; na maioria das vezes com os próprios celulares.

“Todo dia um menor vai lá, aluga um revólver, aí tem que roubar três celulares para dar um para a locadora e dois ficarem com eles. Todo mundo sabe disso. A polícia sabe”, disse o sacerdote.

VEJA TAMBÉM: Padre denuncia que Cajazeiras está repleta de ‘locadoras de armas’: “A polícia sabe”, disse ele

Padre Francivaldo

Já nesta quinta-feira (24), em conversa com nossa reportagem, padre Francivaldo justificou que está apenas cumprindo com sua missão de ajudar a sociedade denunciando seus problemas e alertando as autoridades, e que a existência dessas tais ‘locadoras de armas’ já havia sido revelada por ele há anos.

“Minha missão é denunciar aquilo que eu não concordo, e isso não é a primeira vez que eu faço, nem foi esse o primeiro assunto que repercutiu na Paraíba. O que eu falo é na esperança de que encontrem solução para esses desafios que são lançados; esperança de que a sociedade esteja melhor, tenha justiça, segurança e, acima de tudo, tenha paz”, declarou.

O padre garantiu ainda que sua denúncia é fundamentada e não leviana: “Eu sempre falo baseado em fundamentos. Eu estou mergulhado na sociedade, não sou nenhum alienado. Eu vivo a vida da minha cidade. Estou mergulhado no porão social dessa cidade e estou inteirado e sempre preocupado, quero sempre que essa cidade viva melhor. Estou fazendo a minha parte. Mas estou fazendo sempre da forma correta, não leviana; de forma responsável e, acima de tudo, esperançosa.”

Depois, concluiu com a seguinte frase: “Grave seria se eu dissesse a procedência das armas. Ia implicar na vida de muita gente.”

DIÁRIO DO SERTÃO

Diocese anuncia mudanças em mais de 10 paróquias das regiões de Cajazeiras, Sousa e Vale do Piancó

A Diocese de Cajazeiras divulgou no início da tarde desta quarta-feira (09), novas mudanças nas administrações paroquiais de toda região. De acordo com o Diácono Bruno Dias, o Bispo Diocesano, Dom Francisco Sales anunciou as seguintes mudanças:

CAJAZEIRAS
No Centro Diocesano de Pastoral em Cajazeiras, quem assume é a Congregação das Irmãs Missionárias da Apresentação, através das irmãs: Lúcia e Edinete.

Na Paróquia São João Bosco quem assume é o Padre Dácio José e Diácono Bruno Dias.

Já na Catedral Nossa Senhora da Piedade continua com pároco o Padre Agripino, mas quem assume como vigário paroquial é o padre Antônio Neto.

BOM JESUS
Na Paróquia Sagrado Coração de Jesus, na cidade de Bom Jesus, quem assume é o padre Silvio Roberto da Congregação Irmãos da Sagrada Face.

SOUSA
Na Paróquia Nossa Senhora dos Remédios, na cidade de Sousa, quem assume é Padre Jandui de Sá.

Já na Paróquia Santuário Bom Jesus Aparecido quem assume é padre Cláudio Praxedes, enquanto na Capela São José Pai será o padre Paulo Henriques.

MARIZÓPOLIS
Enquanto que na Paróquia Santo Antônio da cidade de Marizópolis quem assume é o Padre Wagner – IJMP.

APARECIDA
Na Paróquia Nossa Senhora Aparecida, que fica na cidade de Aparecida quem assume é padre Janilson ao lado do Diácono Aulucelio de Almeida.

SÃO JOSÉ DA LAGOA TAPADA
Quem assume a Paróquia São José na cidade de São José da Lagoa Tapada é padre Franciarley Duarte.

POMBAL
Quem assume a Paróquia Nossa Senhora do Bom Sucesso, na cidade de Pombal é Padre José Elias

CONCEIÇÃO
Na Paróquia Nossa Senhora da Conceição, que fica na cidade de Conceição, no Vale do Piancó, que assume é o Padre Milton Alexandre

ITAPORANGA
Quem assume a direção do Colégio Diocesano na cidade de Itaporanga é padre Walter Fernandes.

Também em Itaporanga quem assume a paróquia Nossa Senhora da Conceição é padre Rodolfo de Caldas

SÃO BENTO
Na cidade de São Bento também haverá mudança quem assume a Paróquia São Sebastião é o padre Ernaldo José.

NOVAS MUDANÇAS
Diácono Bruno Dias disse a reportagem que novas mudanças deverão acontecer nos próximos dias na Diocese de Cajazeiras.

Diariodosertao

Coordenador dá detalhes do caso em que mulher com renda R$ 10 mil recebia Bolsa Família em Cajazeiras

Coordenador dá detalhes do caso em que mulher com renda R$ 10 mil recebia Bolsa Família em Cajazeiras

O coordenador do Bolsa Família em Cajazeiras, Fábio Borges confirmou nesta terça-feira (1), em entrevista à imprensa que uma mulher recebia o benefício do Governo Federal indevidamente, pois tem casa com piscina, carro e renda familiar de R$ 10 mil.

+ Mulher com casa de 11 cômodos, piscina e renda familiar de R$ 10 mil recebia Bolsa Família em Cajazeiras

O coordenador alertou que não é apenas esse caso de recebimento indevido no município, mas relatou que foi o caso mais “absurdo” encontrado nesta nova gestão.

Fábio Borges disse que essa pessoa começou a receber no ano de 2013 e teve o benefício bloqueado em 2017, após denúncia anônima.

“Quando bati na porta ela disse que não era ela quem estava procurando e sim a empregada”, revelou o coordenador, e contou que depois a mulher confirmou que era ela mesma a beneficiária.

Ele revelou que a mulher recebia R$ 427,00, pois o cadastro dela dizia que estava abaixo da linha da pobreza. O caso foi encaminhado ao Ministério Público.

E quem precisa?
O coordenador relatou que enquanto uma família que não precisava recebia o Bolsa Família, outra com cinco filhos, entre eles três crianças não recebia porque não tinha vaga no município. “Acho isso injusto. Daí a gente resolveu a situação dessa família”.

 

Prefeito de Cajazeiras revela ‘corte’ na folha e alega que vai construir obras com recursos próprios

Por Jocivan Pinheiro

31/07/2017 às 16h47 • atualizado em 31/07/2017 às 17h57

 

O município de Cajazeiras será um dos próximos da região que vão demitir servidores contratados para reduzir custos na folha de pessoal e poder realizar obras com ajuda da verba economizada. Quem admitiu essa estratégia foi o próprio prefeito José Aldemir Meireles (PP). Ele disse que já está sendo elaborado um novo organograma para saber em que setores vai promover as demissões.

“Isso é uma meta que nós estamos discutindo. Estamos estudando custos, desdobramentos financeiros e vamos, dentro da responsabilidade que nos compete, tomar essas providências.”

VEJA TAMBÉM: Ao comentar sobre reaproximação com Marcos Barros, José Aldemir admite “reimplantar dedo cortado”

Mas ele advertiu que os cortes de servidores serão feitos após um detalhado estudo técnico. “Estamos estudando tecnicamente, não é de forma aleatória. Vamos fazer o que for possível, desde que não comprometa a governabilidade do município.”

Para não gerar problemas com o Sindicato dos Funcionários Públicos Municipais de Cajazeiras (SINFUMC), José Aldemir explicou que o órgão será consultado em reuniões com o município.

“O SINFUMC é um parceiro nosso e estamos sempre atentos às suas advertências. Já atendemos tantos pleitos do SINFUMC – e que são justos e necessários – que a gente tem que analisar com o próprio SINFUMC essa situação.”

DIÁRIO DO SERTÃO

///// CAJAZEIRAS

///// ÚLTIMAS NOTÍCIAS

SIGA NAS REDES SOCIAIS

   

FALE PARA SEUS AMIGOS QUE ESTÁ OUVINDO A FMCIDADE

Na FM 104,9 Agora!

Temos 67 visitantes e Nenhum membro online