OUVIR  

Clube FM: (83)3531-4379  WHATSAPP 9.9999-2683

Por Luzia de Sousa

06/02/2018 às 17h36 • atualizado em 07/02/2018 às 09h38

 Vereadores, sindicalistas e representantes da Prefeitura reunidos na Câmara

Após a repercussão do impasse quanto ao aumento salarial dos professores municipais de Cajazeiras, o prefeito José Aldemir (PP), voltou atrás na tarde desta terça-feira (6) e pediu o projeto de volta à Câmara Municipal.

 

+ VÍDEO: Proposta salarial para professores é recusada e põe Prefeitura e Câmara de Cajazeiras em conflito

A informação foi comunicada ao presidente da Câmara, o vereador Marcos Barros através de ofício encaminhado pela Secretaria de Governo e Articulação Política.

ENTENDA

Na noite desta segunda-feira (5), a Câmara recebeu um projeto de lei do Executivo que daria aumento de 2,94% para os professores, mas a proposta foi recusada pelo Sindicato dos Funcionários Municipais de Cajazeiras (SINFUMC) e acabou não sendo votado pelos parlamentares.

Com a unanimidade opinando pela reprovação do projeto, a presidente do SINFUMC, Elinete Lourenço, desabafou dizendo que os professores estão pedindo socorro, mas ressaltou que o histórico do sindicato é de lutar até o fim na defesa da categoria e que não aceitará a redução de direitos.

A polêmica continuou durante toda a sessão até que os vereadores decidiram formar uma comissão e se reuniram com membros do setor jurídico da Prefeitura, na manhã desta terça-feira (06), para cobrar a reposição de 6,81% prevista por lei.

Assista a reportagem da TV Diário do Sertão!

 

DIÁRIO DO SERTÃO

///// CAJAZEIRAS

///// ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Na FM 104,9 Agora!

Temos 95 visitantes e Nenhum membro online