OUVIR  

Clube FM: (83)3531-4379  WHATSAPP 9.9999-2683

CAJAZEIRAS

PRF revela que cocaína apreendida na rodoviária de Cajazeiras seria vendida em Patos; um jovem foi preso

Por Jocivan Pinheiro

06/02/2018 às 22h02 • atualizado em 06/02/2018 às 22h08

Passageiro foi preso em Cajazeiras (Foto: Reprodução / WhatsApp)

 

A Polícia Rodoviária Federal apreendeu, na tarde desta terça-feira (06), na rodoviária de Cajazeiras, um tablete de cocaína pesando cerca de 1kg e prendeu um jovem de 24 anos que estava com a droga.

Segundo informações repassadas pela assessoria da PRF, a apreensão aconteceu durante fiscalização em um ônibus que faz a linha São Paulo/SP – Patos/PB. Os agentes da PRF encontraram a droga enrolada em um lençol que pertencia ao referido jovem.

VEJA TAMBÉM: Trio é flagrado com droga próximo a escola na cidade de Cajazeiras; dois são menores

O suspeito confessou que vinha de São Paulo e na ocasião pegou a cocaína na cidade de Vitória da Conquista/BA para ser entregue em Patos, sua cidade natal.

Após a prisão, ele foi levado para a delegacia de Polícia Civil de Cajazeiras para os precedimentos necessários. Espera-se que outras informações reveladas pelo jovem em depoimento possam ajudar as polícias a desarticular uma possível quadrilha de tráfico que atua entre os estados.

DIÁRIO DO SERTÃO

Prefeito de Cajazeiras dá marcha ré e pede de volta projeto de aumento salarial para professores

Por Luzia de Sousa

06/02/2018 às 17h36 • atualizado em 07/02/2018 às 09h38

 Vereadores, sindicalistas e representantes da Prefeitura reunidos na Câmara

Após a repercussão do impasse quanto ao aumento salarial dos professores municipais de Cajazeiras, o prefeito José Aldemir (PP), voltou atrás na tarde desta terça-feira (6) e pediu o projeto de volta à Câmara Municipal.

 

+ VÍDEO: Proposta salarial para professores é recusada e põe Prefeitura e Câmara de Cajazeiras em conflito

A informação foi comunicada ao presidente da Câmara, o vereador Marcos Barros através de ofício encaminhado pela Secretaria de Governo e Articulação Política.

ENTENDA

Na noite desta segunda-feira (5), a Câmara recebeu um projeto de lei do Executivo que daria aumento de 2,94% para os professores, mas a proposta foi recusada pelo Sindicato dos Funcionários Municipais de Cajazeiras (SINFUMC) e acabou não sendo votado pelos parlamentares.

Com a unanimidade opinando pela reprovação do projeto, a presidente do SINFUMC, Elinete Lourenço, desabafou dizendo que os professores estão pedindo socorro, mas ressaltou que o histórico do sindicato é de lutar até o fim na defesa da categoria e que não aceitará a redução de direitos.

A polêmica continuou durante toda a sessão até que os vereadores decidiram formar uma comissão e se reuniram com membros do setor jurídico da Prefeitura, na manhã desta terça-feira (06), para cobrar a reposição de 6,81% prevista por lei.

Assista a reportagem da TV Diário do Sertão!

 

DIÁRIO DO SERTÃO

Após audiência, juiz mantém prisão de advogada de Cajazeiras e presidente da OAB se pronuncia

Por Luzia de Sousa

18/01/2018 às 19h38 • atualizado em 18/01/2018 às 19h54

 Presidente da OAB, subseção de Cajazeiras, João de Deus

O presidente da Ordem dos Advogados do Brasil, subseção de Cajazeiras, o advogado João de Deus Quirino Filho disse à redação do Diário do Sertão nesta quinta-feira (18), que foi comunicado sobre a prisão preventiva em desfavor da advogada Catharine Rolim Nogueira, través de ofício do juiz substituto da 1ª Vara, Francisco Thiago.

 

+ Polícia Civil cumpre mandado de prisão preventiva contra advogada da cidade de Cajazeiras

O presidente da ordem explicou que acionou a Comissão de Prerrogativas, local e estadual, defendendo que a advogada tenha assegurada que não se faça nenhuma exposição indevida.

Dr. Joãozinho como é conhecido na cidade, disse que participou pessoalmente da audiência de custódia, que ocorreu na tarde desta quinta-feira, onde o juiz manteve a prisão da operadora do direito, encaminhando-a para o 6º Batalhão de Polícia Militar, com sede em Cajazeiras.

“A prisão é decretada dentro de um processo que foi determinado o sigilo, por isso não posso apresentar maiores detalhes do processo”. explicou o presidente da OAB

Ele destacou também que Catharine Rolim Nogueira não tem qualquer impedimento que lhe impeça de continuar exercendo sua função de advogada. “Não há nenhum problema que lhe impeça de advogar”

Ouça entrevista do presidente da OAB a Rádio Diário do Sertão FM!

Tocador de áudio

O outro lado
O advogado de defesa da acusada, Rogério Bezerra relevou a redação do Diário do Sertão que foi requerida durante a audiência de custódia a conversão da prisão preventiva em medidas cautelares, como a prisão domiciliar, mas não foi acatada.

De acordo com a defesa, nessa sexta-feira (19), será protocolado junto ao Tribunal de Justiça da Paraíba um pedido de Habeas Corpus, na tentativa de dar liberdade a advogada.

Para Rogério Bezerra, a prisão de Catharine Rolim foi uma medida desnecessária: “Aos olhos da defesa foi uma medida extrema e desnecessária, pois a pessoa é militante na cidade, facilmente pode ser encontrada e a prisão em si é altamente desnecessária nesse momento processual”

Entenda
Foi cumprido nesta quinta-feira (18), um mandado de prisão preventiva contra a advogada Catharine Rolim Nogueira, a pedido do Ministério Público e decretado pela Justiça da Comarca de Cajazeiras. O mandado foi cumprido pela Polícia Civil

DIÁRIO DO SERTÃO

No Sertão: prefeito e mais 05 pessoas ficam feridas em grave acidente; gestor ficou preso nas ferragens

Por Campelo - Diário do Sertão em Sousa

11/01/2018 às 08h14 • atualizado em 11/01/2018 às 08h21

 Veículo capotou várias vezes (foto: reprodução/whatsapp)

Um grave acidente registrado por volta das 05:30h desta quinta-feira (11), na rodovia estadual entre Coremas e São Bentinho deixou seis pessoas feridas, entre as vítimas estava o prefeito da cidade de São José da Lagoa Tapada, Cláudio Antônio (PSD), de 52 anos, mais conhecido como “Coloral”.

 

De acordo com informações da polícia, Coloral seguia em seu veículo quando perdeu o controle do volante do automóvel que saiu da pista e capotou várias vezes. O prefeito ficou preso nas ferragens e foi resgatado pelos bombeiros.

Além do prefeito, outras cinco pessoas que estavam no veículo ficaram feridas e foram socorridas pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) e Corpo de Bombeiros até o Hospital Regional de Pombal (HRP).

Veículo capotou várias vezes (foto: reprodução/whatsapp)

De acordo com profissionais do HRP, as vítimas não correm risco de vida.

DIÁRIO DO SERTÃO

Reportagem mostra como está o cavalo que ‘chorou’ no enterro do dono em Cajazeiras e emocionou o mundo

Por Jocivan Pinheiro

02/01/2018 às 15h40 • atualizado em 02/01/2018 às 15h45

 

 

Há exato um ano, um fato acontecido em Cajazeiras, no Alto Sertão da Paraíba, repercutia no mundo inteiro. Durante o velório e o sepultamento do funcionário público Wagner de Lima Figueiredo (34), seu cavalo de estimação chamado Sereno demonstrou reações como se estivesse chorando pela morte do dono.

As imagens da TV Diário do Sertão que mostram Sereno encostando a cabeça no caixão durante o velório e depois relinchando no momento do sepultamento, quando o irmão da vítima fazia um discurso, rodaram em veículos de imprensa do mundo inteiro.

VEJA: TV, jornais e sites internacionais dão destaque em primeira página à emocionante despedida do cavalo Sereno ao seu dono em Cajazeiras

Seu Chico Rufino é quem cuida de Sereno atualmente

Passado um ano da tragédia e do fato curioso, fomos até o sítio Prensa, na zona rural de Cajazeiras, para sabermos como está o animal. Lá conversamos com seu Chico Rufino, conhecido como Chico Cangaia, que é amigo da família de Wagner e se responsabilizou a cuidar do cavalo.

Apesar da forte estiagem que há anos castiga a região, Sereno está bem-cuidado. Mas, segundo seu Chico, o animal não é mais o mesmo em termos de comportamento.

Sereno vive no sírio Prensa, em Cajazeiras

Desde a morte de Wagner, o cuidador observa que Sereno mudou um pouco o comportamento, sobretudo nas vaquejadas. Hoje em dia não demonstra o mesmo vigor dos tempos em que vivia com o dono. “Eu já levei ele a uns bolões, mas ele não faz mais o que fazia, não faz igual”, diz seu Chico, acreditando ser ainda reflexos da ausência de Wagner.

O carinho que o dono tinha pelo cavalo era tão especial que seu Chico garante: “A família não vende nem por um milhão”.

DIÁRIO DO SERTÃO

///// CAJAZEIRAS

///// ÚLTIMAS NOTÍCIAS

SIGA NAS REDES SOCIAIS

   

FALE PARA SEUS AMIGOS QUE ESTÁ OUVINDO A FMCIDADE

Na FM 104,9 Agora!

Temos 515 visitantes e Nenhum membro online